Prefeitura de São Bernardo nega que ambulância foi usada para fazer translado de paciente com coronavírus de Magalhães a São Luís

A prefeitura de São Bernardo negou que uma ambulância do município tenha sido utilizada para fazer o translado de um paciente com suspeitas de coronavírus, de Magalhães de Almeida a São Luís.

A informação foi divulgada em um áudio gravado pelo vereador Bernardo Farofa e divulgado pelo mesmo em grupos de WhatsApp.

Ouça o áudio:

 

No mesmo áudio, o vereador também acusa a prefeitura de não fazer a higienização das ambulâncias após o uso, deixando os veículos abertos na pátio do hospital sem fazer a limpeza.  Junto com o áudio o vereador enviou também fotos que segundo ele de uma ambulância abertas no pátio do hospital, que segundo ele é o veículo que teria transportado o paciente de Magalhães de Almeida a São Luís e, não sendo higienizada após o translado.  De acordo com o vereador, a denúncia foi enviada a ele por moradores de São Bernardo.

Foto da ambulância compartilhada pelo vereador Bernardo Farofa como sendo o veículo que fez o translado de um paciente com coronavírus de Magalhães de Almeida a São Luís (Reprodução)

Indagado pelo Blog Gildean Farias, o prefeito João Igor negou as denúncias sobre o ’empréstimo’ da ambulância de São Bernardo para translado do paciente do município vizinho.

“Quem fez o translado do paciente de Magalhães de Almeida para uma UPA de São Luís foi a ambulância do próprio município e não de São Bernardo”, disse o prefeito.

João Igor negou ainda que os veículos não sejam higienizados após o uso e encaminhou fotos e vídeos da ação de limpeza das ambulâncias.

Veja o vídeo:

 

Foto de ambulância sendo higienizada, enviada pelo prefeito João Igor (Reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *