Mesmo com ameaça de abertura de lojas, Guarda Municipal e PM garantem que comércio continuará fechado em São Bernardo

Após o pronunciamento do presidente da república, Jair Bolsonaro (veja aqui), na noite desta terça-feira (24), onde critica o fechamento de comércio e o confinamento em massa, cresceu a preocupação em todo o país de que empresários entendessem as palavras do presidente como um chamado a reabrirem os estabelecimentos ora fechados por decretos estaduais e municipais, como forma de prevenção ao coronavírus (Covid-19).

Em São Bernardo, a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Polícia Militar (PM), garantem que continuarão as fiscalizações para que se cumpra os decretos estadual e municipal, que prevê o fechamento de estabelecimentos comerciais que não são essenciais das atividades na cidade, como lojas, bares, lanchonetes e similares.

Ameaça de abertura de lojas

Mesmo com a garantia das forças de segurança de que as determinações de fechamento do comércio vão continuar, um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp, em São Bernardo, ameaça a abertura de lojas fechadas. No áudio, um empresário, que não se identifica, conclama os demais empresários a abrirem seus comércios mesmo contra as determinações dos decretos estadual e municipal.

“Vamos abrir nossos comércios porque prefeito não pagam nossas contas… Nós vamos abrir de uma forma segura, vamos pressionar. Aí prefeito, se quiser confusão, vai ter agora, que nós vamos partir é pra cima agora, vamos defender o povo carente… amanhã vamos fazer um protesto nessa p* aqui, se não abrir as portas de uma forma decente, vamos abrir num protesto”, conclui o áudio.

Ouça o áudio:

 

Consultadas sobre o áudio que circula, a Polícia Militar e Guarda Civil Municipal disseram estar ciente, que estão em alerta e contando também com o apoio da Polícia Civil  para fazer cumprir os decretos estadual e municipal e manter os estabelecimentos fechados, reforçando as medidas de prevenção ao coronavírus em São Bernardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *