MPMA constata falta de gerador na nova rede de frios que guarda e conserva vacinas em São Luís

Em inspeção realizada na manhã desta quinta-feira (22) no novo prédio da rede de frios do Município de São Luís, localizado na Fonte do Bispo, a 19ª Promotoria de Justiça Especializada (2ª de Defesa da Saúde de São Luís) constatou a falta de gerador no estabelecimento. A rede de frios guarda e conserva todas as vacinas disponibilizadas pela Prefeitura da capital maranhense.

A vistoria foi coordenada pela promotora de justiça Maria da Glória Mafra. Diante do problema, a representante do Ministério Público do Maranhão vai solicitar a imediata instalação do gerador ao secretário municipal de Saúde, Joel Nunes. Também vai requerer inspeção do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária do Município para verificar as condições da rede de prevenção de incêndio e pânico e da rede elétrica do local.

Sobre essa estrutura preventiva, foi verificada a existência de quatro extintores, sendo três com prazo de validade prestes a vencer. Nenhum dos extintores estava acondicionado em suporte adequado.

A respeito das irregularidades encontradas, a promotora de justiça Glória Mafra afirmou que os problemas precisam ser corrigidos urgentemente. “A gente compreende que a mudança é recente, porque o local anterior não era adequado. Mas o novo precisa urgentemente de adequação, porque as vacinas contra a Covid-19, bem como todos os demais imunobiológicos, estão armazenados nesse prédio. Portanto, o prédio necessita de gerador para garantir a conservação das vacinas em caso de falha na rede elétrica”, enfatizou.

Durante a fiscalização, a coordenadora de Imunização de São Luís, Charlene Luso, explicou que a mudança de endereço da rede de frios foi realizada há aproximadamente três semanas e que o gerador não pode ser instalado devido a uma obra no prédio que ainda não foi concluída.

Rede de frios precisa de gerador para conservar vacinas

Estoques

Glória Mafra igualmente requereu dados sobre os estoques das diferentes vacinas contra a Covid-19 para a primeira e segunda doses, incluindo quantidade, público-alvo e prazos de validade.

O estoque mais próximo de vencer a validade é um de vacina Pfizer, com 3 mil doses, com vencimento no dia 3 de agosto, que será destinado a jovens e grávidas para primeira e segunda doses.

Foi também apresentado o número de pessoas que perderam a segunda dose na data marcada. Ao todo, 14.211 pessoas não retornaram para tomar a segunda dose de AstraZeneca e 8.259 não voltaram para a aplicação da CoronaVac.

“Precisamos orientar a população que não tomou a segunda dose na data marcada para retornar o mais breve possível para a aplicação da vacina. É preciso ter uma consciência tanto individual quanto coletiva. Somente com a segunda dose é possível alcançar a imunidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *