OPINIÃO: O silêncio dos vereadores de São Bernardo sobre o coronavírus também incomoda

*Por Gildomar Farias

Enquanto muitas autoridades políticas estão se pronunciando ou tomando atitudes de ajuda à pevenção do coronavírus, seja com a liberação de recursos ou mesmo, como já há uma iniciativa de um grupo de deputados estaduais, de reduzir os próprios salários para destinar recursos para as ações contra a crise, em São Bernardo, vemos os vereadores ‘escondidos’ nesse momento tão complicado que estamos vivendo.

A inércia e o silêncio dos vereadores bernardenses nesse momento também incomoda. Não há inciativas, atitudes e nem ao menos uma fala deles nem de orientação aos seus correligionários, um pronunciamento ou movimento nesse sentido nas redes sociais. Enquanto o poder executivo, o padre, pastores e outras lideranças se pronunciam, orientam e tomam medidas, os vereadores simplesmente permanecem calados.

Por isso mesmo, comungando da opinião da Organização Mundial da Saúde, de especialistas e profissionais da saúde e dos governos estadual e municipais, além da Igreja e demais órgãos de formação de opinião em nosso país, entendo que o dinheiro, a economia, precisam estar a serviço da vida e não acima dela. Portando, considero muito importante que continuemos adotando as medidas de isolamento social, de higiene e de cuidado conosco e com os outros. Precisamos ficar em casa ainda, até passar esse momento crítico do coronavírus no nosso país e, mais precisamente no nosso estado.

*Jovem universitário e militante da Pastoral da Juventude

Um comentário em “OPINIÃO: O silêncio dos vereadores de São Bernardo sobre o coronavírus também incomoda

  • abril 1, 2020 em 5:41 pm
    Permalink

    Realmente esta câmara de vereadores de São Bernardo ainda estão longe de serem representantes deste. Povo Brrnadense apesar que muitos que residem merece os vereadores que tem pois jamais questionaram ou os fizeram trabalhar pela comunidade que os elegeu sendo assim eles apenas reembolsam se vendem e fazem chacota dos seus eleitores

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *