Papa Francisco: “O meu jejum ajudará os outros? Se não, é fingido e incoerente”

No dia que pastores neopetencostais alinhados a Jair Bolsonaro pregam um “jejum pelo Brasil”, internautas resgatam uma mensagem do Papa Francisco em que questiona: “O meu jejum vai ajudar os outros? Se não é fingido e incoerente”.

Segundo a pregação do Papa, “jejuar para não aparecer”, o jejum verdadeiro segundo a autoridade máxima da Igreja Católica, deve ajudar o próximo. A mensagem teria sido feita na homilia da Missa da Casa da Santa Marta (16/02/18) em que o Papa advertia sobre um jejum incoerente.

“O meu jejum chega para ajudar os outros? Se não chega, é fingido, é incoerente e o leva para um caminho de vida dupla” disse o Papa.

“Faço de conta ser cristão, justo, como os fariseus, como os saduceus, mas por dentro eu não sou” concluiu o Papa.

Hoje (5), pastores neopetencostais alinhados a Jair Bolsonaro, convocaram um “Jejum pelo Brasil” e orem pelo presidente.

Eles estariam orando pelo fim da COVID-19 no Brasil e rezam por Bolsonaro. Um grupo de evangélicos foi “jejuar e orar” na frente do Palácio do Planalto, vestidos de verde e amarelo. Informa o Estadão.

Veja o sermão do Papa sobre o jejum:

Fonte: Portal Falando Verdades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *