Antes mesmo de ser convocado, protesto contra isolamento e fechamento do comércio em São Bernardo, é proibido pela Justiça

Pouco depois de um pequeno grupo de empresários bernardenses e outras pessoas contrárias ao fechamento do comércio por conta do coronavírus (Covid-19), reunirem-se para, segundo informações, discutir providências sobre fechamento dos estabelecimentos e organizar um evento de protesto pela reabertura de lojas, São Bernardo, uma decisão judicial tomada em São Luís, proibiu a realização de qualquer evento da natureza em todo o território maranhense.

A decisão proferida na noite desta sexta-feira (27), pelo juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, que proibiu a realização da “Carreata Geral de São Luís”, que estava sendo convocada para a próxima segunda-feira (30), às 10h, na Avenida Litorânea, atinge todo o estado do Maranhão.

“Determino, também, em caráter preventivo, a imediata proibição da realização de eventos que resultem na formação de aglomerações em espaços públicos em todo o território do estado do Maranhão, enquanto durarem as medidas de isolamento e proibição de aglomeração adotadas pelas autoridades sanitárias estaduais, de modo a preservar a saúde pública”, escreveu o magistrado na decisão.

O juiz determina também que o Governo do Estado utilize os órgãos de segurança para impedir a realização dos movimentos, com a identificação dos responsáveis, apreensão de veículos e materiais eventualmente utilizados nos eventos, entre outras medidas necessárias.

Os eventos de protesto pela reabertura do comércio começaram a ser organizados após a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, que declarou, na última terça-feira (24), que a rotina no país deveria retornar à realidade e criticou o fechamento de comércio e o confinamento em massa.

Desde a última quinta-feira (26), movimentos começaram a ser marcados e convocados pelas redes sociais em algumas cidades brasileiras. Em São Bernardo, ainda não havia sido divulgado quando aconteceria o movimento.

Carreata Geral de São Luís

O evento “Carreata Geral de São Luís” estava sendo convocada pelas redes sociais e grupos de WhatsApp. A exemplo de outras manifestações em outras cidades brasileiras, estava sendo organizada por empresários e comerciantes e tinha como objetivo, protestar pela reabertura do comércio que se encontra fechado em muitos municípios como medida preventiva contra a propagação do coronavírus (Covid-19).

Em São Luís, o movimento estava marcado para acontecer na segunda-feira (30), com saída prevista para às 10h da Praça do Pescador, na Avenida Litorânea.

Justiça proíbe protestos contra isolamento e fechamento do comércio em todo o Maranhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *