Coletivo Nós promove debate de políticas públicas para adolescentes e jovens do Projeto Menina Cidadã

A Câmara Municipal de São Luís, através do Coletivo Nós (PT), com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/MA), realizou nesta terça-feira (15), no Centro Educa Mais Padre José Bráulio Sousa Ayres, localizado no bairro da Cidade Olímpica, uma reunião com as integrantes do Projeto Menina Cidadã. Nesta quarta-feira (16), a reunião será às 8h, na sede da SSP-MA, na Vila Palmeira, com o secretário Jefferson Portela.

O projeto – que é uma iniciativa da Fundação Justiça e Paz se Abraçarão – JPA, em parceria com o Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini e apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unicef -, objetiva alcançar uma maior integração entre os adolescentes e jovens de São Luís, especialmente meninas, visando discutir políticas públicas para a cidade.

“Nós convidamos as participantes do Menina Cidadã para que possamos conhecer melhor o projeto e as atividades realizadas, mas principalmente para ouvir as demandas que elas têm da falta de políticas públicas em suas regiões. Isso nos ajudará a pensar junto com estas adolescentes e jovens caminhos para melhorar os bairros periféricos em que o projeto tem ações, como a região da Cidade Operária / Cidade Olímpica, Área Itaqui-Bacanga, Vila Luizão e Zona Rural de São Luís”, destacou a co-vereadora do Coletivo Nós, Flávia Almeida.

Segurança Pública

Já o encontro com o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, tem como pauta principal as demandas com relação à segurança pública nas comunidades onde elas vivem. “Além das ações formativas do projeto, entendemos que ir ao encontro de representantes do poder público é uma forma de promover o protagonismo, a visibilidade, a inclusão e a proteção dos direitos das meninas, junto à comunidade e dos gestores públicos”, pontuou Bianka Melo, uma das lideranças do projeto.

Menina Cidadã

O projeto é realizado desde dezembro de 2020, visando alcançar uma maior integração entre os coletivos de adolescentes e jovens de São Luís, especialmente meninas, que resultou em um coletivo com lideranças articuladas, que possuem habilidades para a vida e poder de incidência sobre as políticas públicas. Outro objetivo é a construção de uma Carta-Demanda, escrita pelas meninas e entregue ao Poder Público, em que elas possam falar sobre o acesso às políticas públicas nos locais onde elas vivem.

Inicialmente o projeto era voltado para meninas da macrorregião da Cidade Operária, composta por mais de 20 bairros, mas durante sua execução foi se expandindo para outras regiões de periferia e área rural de São Luís. Atualmente, é formado por 200 meninas com idade de 12 a 21 anos, integrantes de grupos comunitários e escolas, que participam de atividades sobre habilidades para a vida, tais como: autoestima, autocuidado, participação social e liderança de meninas jovens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *