DAKAR 2023: Marcelo Medeiros participa do cronograma prévio da grande aventura na Arábia Saudita

O piloto maranhense Marcelo Medeiros, da TAG Racing e tetracampeão do Sertões, inscrito na categoria Quadriciclo, está de regresso ao Dakar na Arábia Saudita pelo segundo ano consecutivo. A prova promete ser mais exigente, será um verdadeiro teste de resistência a pilotos e máquinas, inclui uma etapa maratona, onde os participantes irão competir sem assistência externa, nos dias 31 de dezembro a 15 de janeiro, cruzando o território de forma diagonal, com 70% do percurso inédito.

Marcelo Medeiros participa nesta semana do cronograma prévio como as vistorias técnicas e administrativas, briefing e ajustes finais no veículo de competição no box da equipe montado às margens do Mar Vermelho, em Yanbu, ao Oeste da Arábia Saudita. O programa anunciado que oferece um total de quinze dias e catorze etapas, precedidas por um prólogo de 11 quilômetros disputado em torno do Sea Camp (Campo do Mar), uma nova característica do dia-a-dia do rali, um gigantesco acampamento criado especialmente para o evento, proporcionando uma atmosfera única e amigável.

O entusiasmo aumenta à medida que o grande desafio se aproxima e a equipe tem se esforçado para deixar tudo perfeito para o grande desafio. “Estou tranquilo na medida do possível, sempre tem o friozinho e ansiedade prévia a largada. Felizmente tenho comigo uma equipe experiente, o que dá um maior conforto”, destacou o piloto em sua quinta participação no evento e a segunda disputa no Oriente Médio. “Vencemos a fase inicial, desde a saída de São Luís (MA), no dia 25 de dezembro, passando por Yanbu para retirada da estrutura de apoio que viajou no início do mês até o Bivouac (parque de apoio) no Sea Camp”, contou.

Pilotos e navegadores de todo o mundo enfrentarão 8.549 quilômetros, dos quais 4.706 quilômetros cronometrados ao longo das duas semanas de disputa. Neste período, as equipes contarão apenas com um dia de descanso e reparos nos equipamentos, tendo o solo saudita como palco pelo quarto ano consecutivo.

As especiais mais longas, com mais de 400 quilómetros, marcarão a primeira semana, enquanto as dunas chegam à segunda metade da prova, que inclui uma etapa maratona entre as 11ª e 12ª etapas. Após o prólogo, cidades conhecidas no roteiro da prova, Al Ula e Ha’il são os desafios seguintes, com duas etapas em laço. Em seguida, a caravana chega a Al Duwadimi, que recebe mais um laço, e de lá segue para Riyadh. Com direito às duas pernas da etapa Maratona já na fase final da competição, em torno de Shaybah. Por fim, vêm Al-Hoffuf e Dammam, que consagrará os campeões em uma praia às margens do Golfo Arábico.

A 45ª edição traz uma grande novidade: a travessia do Empty Quarter, ou quarteirão vazio, uma imensidão de areia e dunas no Sudeste saudita. “Esta é uma gigantesca área em que a areia ditará o ritmo em meio a dunas. O cuidado será fundamental para o resultado nessa fase, pois é na semana final”, menciona Medeiros.

A lista de inscritos segue bem recheada e soma mais de 455 veículos registrados, com 820 participantes, maior número desde 2014, distribuídos em sete categorias: 73 Carros, 125 Motos, 19 Quadriciclos, 47 Protótipos Leves, 46 UTVs, 56 Caminhões e 89 Clássicos. O Brasil contribui com 11 desses muitos inscritos e sem representantes entre as motocicletas. Medeiros nos quadriciclos, nos carros haverá a estreia do piloto Lucas Moraes, João Fortes na categoria Classic e outros oito pilotos nos UTVs: Gustavo Gugelmin, Pâmela Bozzano, Cadu Sachs, Ênio Bozzano, Luciano Gomes, Rodrigo Luppi, Maykel Justo e Cristiano Batista.

O Dakar 2023 somará pontos para o Campeonato Mundial de Rally Cross Country (FIA e FIM). Mais informações: www.dakar.com e App Dakar Rally 2023.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão, através da Lei de Incentivo Estadual ao Esporte com a empresa Centro Elétrico, no Dakar 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.