Escola de Ensino Médio da Cidade Olímpica faz homenagem póstuma à Padre Bráulio Ayres por indicação do Coletivo Nós

Nesta terça-feira (18), completou um ano do falecimento do padre Bráulio Ayres, uma das mais de 437 mil vítimas da Covid-19 no Brasil. Como forma de homenagear e imortalizar o legado do religioso, o Coletivo Nós fez uma indicação ao Governo do Maranhão e à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para alteração do nome da Escola de Ensino Médio da Cidade Olímpica, que passou a se chamar Centro Educa Mais Padre José Bráulio Sousa Ayres.

“Padre Bráulio dedicou os últimos anos de sua vida à esta comunidade da Cidade Olímpica, mas em vida contribuiu na luta pelos Direitos Humanos em todo Maranhão. Desde o início da pandemia, atuou na linha de frente no enfrentamento à Covid, ajudando famílias de maior vulnerabilidade social deste bairro. Ele também era um grande defensor da educação e entusiasta da juventude, por isso a escolha de uma escola de Ensino Médio nesta localidade para eternizar sua história. Esta é uma das formas que encontramos de homenageá-lo e manter vivo o seu legado”, explicou o co-vereador do Coletivo Nós, Jhonatan Soares.

Ainda segundo o co-vereador, o religioso foi um dos responsáveis pela candidatura do Coletivo à Camara de São Luís. “O mandato do Coletivo Nós teve motivação e incentivo de padre Bráulio. Ele foi um dos primeiros a lançar essa ideia e dedicamos nossa eleição à sua memória. Foi quem nos ensinou a conjugar o verbo Esperançar, então gravamos na escultura do busto que ficará na escola a frase ‘Profeta da Esperança’. A herança que ele nos deixa é o amor, por isso a sua memória não se apagará”, completou Jhonatan Soares, que no ato falou ao lado dos outros cinco co-vereadores do Nós.

O busto de padre Bráulio foi doado pelo Procurador-geral de Justiça, Eduardo Nicolau. “Estou muito feliz em ver que a Cidade Olímpica reconheceu todo o trabalho que padre Bráulio fez, não só aqui neste bairro, mas em todo o Estado. O presente é algo simbólico para que as outras gerações que virão também conheçam o seu nome e sua história. Ele quis estar nesta comunidade, era um grande ser humano que queria ajudar a todos sem distinção, nunca se negou ao chamado de quem precisasse. Levarei as memórias e ensinamentos dele com muito carinho e respeito”, ressaltou Eduardo Nicolau.

A solenidade de oficialização do novo patrono do Centro Educa Mais também contou com a presença da comunidade escolar, do secretário adjunto de Educação Profissional e Integral da Seduc, André Bello, que no ato representou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão; do gestor geral do agora Centro Educa Mais Padre José Bráulio Sousa Ayres, Bruno Moraes; da gestora da Unidade Regional de Educação de São Luís, Eva Barros; do secretário de estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Chico Gonçalves; do promotor de Justiça Comunitária Itinerante, Vicente Martins; da ouvidora de Segurança Pública, Elivânia Estrela; da professora Jacinta Maria Santos, representante do grupo Agentes Pastoral Negros; do presidente da Fundação Padre José Bráulio Sousa Ayres, Paulo Sérgio Filho; e de representantes da comunidade e da família do homenageado.

O ato em homenagem póstuma a Padre Bráulio se dá no dia em que completa um ano de sua morte, ocorrida em 18 de maio de 2020, aos 66 anos, vítima da Covid-19. Até o dia do seu falecimento, atuou como pároco na Paróquia Santíssima Trindade, no bairro Cidade Olímpica, onde está localizada a escola de tempo integral da rede pública estadual que agora carrega o seu nome.

Veja mais registros da solenidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *