Flávio Dino defende unidade do grupo, deixa claro que ainda não tem candidato e define critérios para escolha de postulante à sua sucessão

O governador Flávio Dino (PSB) reuniu, nesta segunda-feira (5), no Palácio dos Leões, os presidentes de partidos que compõem a base do seu governo. Na pauta, Dino pontou a unidade no grupo e se fez entender sobre ainda não ter candidato definido a sua sucessão nas eleições do ano que vem. Na reunião, Flávio Dino confirmou sua pré-candidatura ao Senado e pediu apoio dos líderes partidários ao seu projeto.

O governador deixou claro que, ao contrário do que alguns queriam até impor, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) não é o candidato “natural” do grupo e, que o debate e as articulações para definir essa posição somente agora foi iniciado e deverá acontecer até novembro, quando então, será definido o nome que disputará a cadeira no Palácio dos Leões.

“Nesta segunda, fiz reunião com líderes dos partidos que integram o nosso governo. Todos compareceram e fizemos ótimo debate sobre metas administrativas cumpridas e novos compromissos. A união faz a força, para seguir com políticas inovadoras e concretizando mudanças no Maranhão”, ressaltou Flávio Dino em seu perfil nas redes sociais.

Também nas redes sociais, os dois principais postulantes ao cargo de governador, Weverton (PDT) e Brandão falaram sobre a reunião.

“Tivemos uma boa reunião hoje entre os líderes de partidos e o governador Flávio Dino, em que tratamos dos avanços conquistados no Maranhão e reafirmamos um pacto pela união”, disse o senador Weverton.

“Juntos continuaremos trabalhando pelo estado e construiremos um caminho para 2022, tendo Flávio Dino como candidato a senador. Voltaremos a nos reunir em novembro quando, uma vez definidas as regras eleitorais para 2022, decidiremos sobre a candidatura ao governo do estado”, completou o pedetista.

“Nosso amigo, companheiro de jornada política e líder, Flávio Dino, reuniu a todos para oficializar a sua pré-candidatura ao Senado. Assim caminharemos. Juntos. Um só nome e um só projeto. Conte comigo! Vamos em frente!”, escreveu Carlos Brandão.

Regras
Para a definição do candidato ao governo do estado, foi acordado, serão utilizados os mesmos critérios que levaram o grupo a vitória de 2012 a 2018, como agregação de forças políticas, pesquisas eleitorais e compromisso com uma agenda de governo que priorize os maranhenses.

Ao final, os líderes partidários assinaram uma Carta de Compromisso. O único que não assinou foi o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, presidente estadual do PL, que deixou o encontro antes do seu término.

Presentes no encontro, o senador Weverton Rocha (PDT); o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o secretário da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (SDD); e o próprio Josimar de Maranhãozinho concordaram no que se refere a apoiar o candidato a governador que atender aos requisitos estabelecidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.