LEÕES FAMINTOS: Enquanto maranhenses passam fome, Brandão licita mais de R$ 7 milhões para banquetes do governo

Gildean Farias

Salgados variados com os mais finos e caros ingredientes, como camarão, bacalhau, queijos, canapés, peru, entre outros. Não, não. As iguarias não fazem parte do cardápio dos restaurantes populares, explorados ao máximo como a grande obra dos governos Dino/Brandão. São sim, alguns dos muitos ítens que o governo do estado licitou para coofee breaks e coquetéis no “irrisório” montante de mais de R$7,1 milhão.

Além dos restaurantes não estarem entregando todas as refeições prometidas e divulgadas nos programas eleitorais por Brandão (café da manhã, almoço, jantar e feijoada aos sábados), alguns equipamentos ainda correm o risco de parar completamente sua produção, com a ameaça de greve manifestada por funcionários, como nutricionistas e fiscais estão reclamando do salário atrasado.

E tudo isso está acontecendo em paralelo a dois outros gravíssimos fatos envolvendo o tema da alimentação no Maranhão: enquanto mais de 60% das residências maranhenses com crianças com até 10 anos de idade, passam por dificuldades alimentares, a atual gestão estadual, comandada por Carlos Brandão, realizou duas licitações no valor de mais de R$ 7 milhões para a compra de ítens para coofee break e coquetéis para o deleite dos Leões famintos. As licitações ocorreram nos dias 26 de julho e 9 de agosto e tem como objetivo atender secretarias estaduais em São Luís e Imperatriz.

O processo de compra das iguarias para bancar os “lanches” dos órgãos estaduais, está em fase de homolocação. Veja abaixo a íntegra dos ítens em descrição detalhada:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.