Movimento ‘Pense São Luís’ inicia diálogos com lideranças comunitárias da capital maranhense

O Movimento “Pense São Luís” iniciou, no último sábado (18), os diálogos com lideranças comunitárias da capital maranhense. As primeiras reuniões foram com moradores dos bairros Ipem São Cristóvão e Gapara. Nas duas comunidades, as atividades contaram com a presença do deputado federal, Bira do Pindaré, pré-candidato a prefeito pelo PSB.

No Ipem São Cristóvão, o diálogo foi a intermediação do pré-candidato a vereador, Jeová Sousa. Na oportunidade, as lideranças comunitárias apresentaram os principais problemas enfrentados pelos moradores do bairro e debateram, junto com Bira do Pindaré, possíveis soluções para os mesmos.

No bairro do Gapara, na área Itaqui-Bacanga, o diálogo foi com agentes comunitários de saúde, que também são lideranças comunitárias. Além das demandas da categoria, os agentes apresenataram demandas do bairro, como abastecimento de água, pavimentação asfáltica, saúde, entre outros.

“O movimento cria um canal de diálogo com a cidade sobre seus problemas, mas também sobre a solução. Por isso, vamos dialogar com lideranças comunitárias, religiosas, políticas, estudantis e com a população em geral. Entendemos que dessa forma, nós criamos um método diferente de construir uma base programática para a cidade para abrir uma perspectiva diferente para a nossa São Luís”, ressaltou Bira do Pindaré.

Movimento “Pense São Luís”

O Movimento “Pense São Luís” tem como objetivo abrir um diálogo com a população ludovicense sobre os principais problemas e desafios da capital maranhense, bem como as possíveis soluções para os mesmos.

A iniciativa também funciona pela internet e é muito fácil contribuir com o Movimento. É só acessar o site psbsaoluis.org.br/pense-sao-luis/. Na página, o usuário encontra um formulário solicitando algumas informações pessoais e com questões sobre a cidade de São Luís:

– Na sua opinião, qual o problema de São Luís que o prefeito deveria resolver em primeiro lugar?

– Qual é a sua proposta para resolver o problema indicado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.