Pré-candidato a vereador defende renovação na política em Paço do Lumiar

Aos 36 anos, Roberto Santos, pré-candidato a vereador em Paço do Lumiar pelo PATRIOTA, contou que escolheu a legenda que lhe deu liberdade para atuar no legislativo. Isto porque destacou que prezará pela coerência de ideias, princípios e benefícios que vão atender as demandas da cidade.

“Só conseguimos mudança quando participamos do processo, por isso tomei essa decisão. Tudo isso me motivou e me encorajou em aceitar esse desafio e lutar por Paço e seu povo. Quando há renovação, a roda volta a girar e a população só tende a ganhar”.

Para o presidente do PATRIOTA, Nauber Braga, a pré-candidatura do Major Roberto, fortalece o cenário de mudança em Paço do Lumiar. “Estamos mais fortes com a chegada do Major Roberto aos quadros do PATRIOTA de Paço do Lumiar. Juntos com Fred Campos, vamos rumo à Vitória nas eleições e a uma nova história para este município”, afirmou.

Alderico Campos (Coordenador de Campanha de Fred Campos) e Nauber Braga (Presidente do Patriota)

O pré-candidato a prefeito, Fred Campos (PL), também elogiou a adesão do Major Roberto ao partido e destacou a importância dele para a construção de uma câmara municipal isenta. “Grande adesão de um amigo que tem forte serviço prestado a comunidade e que irá contribuir muito ao nosso projeto de transformação do nosso Paço. Vamos juntos”, pontuou.

Major Roberto, como é conhecido, defende uma renovação na política e acha que este é o momento de dar oportunidades a novas pessoas, novas ideias e um novo jeito de administrar e fazer política, porque a velha política tem demonstrado que não está dando mais resultados.

Com larga experiência na segurança pública, onde trabalha há muitos anos e é Mestre, Major Roberto tem projetos para a saúde, infraestrutura e educação dos Luminenses. Além de ser uma pessoa com formação superior, exigências no mundo atual em várias profissões e com tendências futuras de ser exigida a cargos políticos no Brasil.

“Vamos fazer uma construção aberta para a cidade. É preciso criar mecanismos para que as pessoas caminhem junto com a gente, opinem e participem, trabalhando pela cidade, sempre em busca de projetos inovadores e de ações que venham a melhorar a qualidade de vida da nossa população”, finalizou Roberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *