Saiba se você tem direito ao saque do PIS/Pasep e como consultar o saldo!

Os saques do abono salarial do PIS/PASEP já começaram! O próximo lote de pagamento será pago no dia 17 de outubro, destinado aos servidores públicos com inscrição terminada em 3 e para funcionários da iniciativa privada nascidos em outubro.

Tem direito ao benefício o trabalhador que exerceu sua função com carteira assinada por, ao menos, 30 dias em 2018. Além disso, é preciso que o salário registrado na carteira seja de até dois salários mínimos mensais, ao menos. Ademais, para sacar o abono, é necessário estar inscrito no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos.

Contudo, grande parte dos trabalhadores possuem uma dúvida em relação ao valor que poderão sacar. A Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento dos trabalhadores de iniciativa privada, e o Banco do Brasil, responsável pelo abono dos servidores públicos, disponibilizaram canais para a consulta do saldo.

Consulta ao PIS/PASEP

Para realizar uma consulta e verificar o saldo que poderá receber, o trabalhador deverá contatar a instituição responsável pelo repasse de seu abono. Sendo assim, os trabalhadores de iniciativa privada poderão consultar seu PIS por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, do site da Caixa (em “Consultar Pagamento”) e também pelo telefone 0800 726 0207.

Já os servidores públicos só conseguirão realizar a consulta com o Banco do Brasil por meio dos telefones disponibilizados. O valor do PASEP poderá ser consultado por meio do 4004 0001 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 729 0001 (demais cidades) e também no 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Valor do Abono PIS/PASEP

O valor do abono que será repassado ao trabalhador poderá ser de até um salário mínimo (R$ 998 em 2019). Entretanto, esse valor irá variar de acordo com o tempo de serviço do trabalhador no ano base para o pagamento. Com isso, caso o tempo de serviço formal tenha sido de 12 meses, o valor repassado será correspondente ao valor total do salário mínimo. Já quem trabalhou apenas por um mês, terá o recebimento proporcional, na quantia de 1/12 do salário.

Os valores repassados serão arredondados para cima. Sendo assim, quem trabalhou por apenas um mês em 2018, teria direito a R$ 83,17 do abono. Com o arredondamento, o valor pago sobe para R$ 84. Porém, devido ao reajuste que ocorre anualmente no valor do salário mínimo, os trabalhadores que só puderem realizar o saque em 2020 poderão receber uma quantia diferente de quem retirar os recursos em 2019.

Os trabalhadores terão até o dia 30 de junho de 2020 para sacar o abono, independentemente da data de liberação do recurso. Entretanto, quem não realizar o saque até a data limite, irá perder o benefício. Com isso, a quantia será direcionada ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.