Brandão vai ter que esperar assumir o governo para perseguir aliados de Weverton

Gildean Farias

Parece que ainda vai demorar a “operação caça às bruxas” no Governo do Maranhão, sonhada e alardeada pelos apiadores do vice-governador Carlos Brandão (PSDB), quando da decisão do senador Weverton (PDT) em manter a pré-candidatura ao Governo do Estado.

As mudanças feitas pelo governador Flávio Dino em substituição aos secretários apoiadores de Weverton que deixaram as pastas após a reunião do último dia 31 de janeiro, mostram que os apressados em despachar os simpatizantes do senador da gestão, terão que esperar mais um pouco para isso.

Em substituição a Jefferson Portela, que deixou a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Flávio Dino nomeou o delegado Leonardo Diniz, que é muito próximo do ex-secretário.

Já na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), a nova titular, Larissa Abdala, é do PDT, eleitora e defensora do senador Weverton.

Portanto, pelo menos até o dia 31 de março, quando Brandão deve assumir o Governo do Estado, por meio de um mandato-tampão devido à saída de Flávio Dino, que vai disputar o Senado, a turma da “operação Caça às Bruxas” terá que acalmar um pouco o coração cheio de vontade de colocar em prática a máxima do próprio Brandão: “Se está no governo tem que estar de acordo com o governo. Quem não está de acordo com o governo, entregue os cargos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.