Instituto Dica Ferreira e SES realizam ação de testagem gratuita com a aplicação de 150 testes de Covid-19 na comunidade Bom Jesus

O Instituto Dica Ferreira e Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciaram neste sábado (5), a aplicação gratuita de testes rápidos de Covid-19, nas comunidades do Pólo Coroadinho, em São Luís. A primeira ação de testagem aconteceu na Igreja Bom Jesus e aplicou 150 testes.

O objetivo da ação, que é inédita no Polo Coroadinho, uma das dez maiores comunidades periféricas do Brasil, é garantir acesso aos moradores do Pólo Coroadinho e reduzir os casos de subnotificação. “A testagem em massa é importante por ser uma política pública emergente, sendo uma ferramenta de controle da pandemia. Pois enquanto a pessoa não sabe se tem a doença, pode transmitir o vírus para outras pessoas. Sabe-se que ainda não há vacina para todos, uma vez que esta deveria ser a política efetiva contra a Covid-19. A testagem para todos também perpassa por essa perspectiva”, ressalta Tatiana Pereira, membro da direção do Instituto Dica Ferreira.

A aposentada Iracy Teixeira foi uma das 150 pessoas que realizaram o teste para Covid-19 e destacou a importância da ação de testagem gratuita. “Às vezes nós podemos está com o vírus e está assintomática e aí podemos passar o vírus para outras pessoas. Então é muito importante fazer o teste”, disse.

Para o Instituto Dica Ferreira, realizar a testagem em massa é uma ação que contribui para diminuir casos mais graves, assim como possibilita que as pessoas que contraírem o vírus possam manter o isolamento, reduzindo a circulação do vírus, além de buscar atendimento de saúde logo que identificada a contaminação.

“Reduzir a distância do acesso a essa importante política pública de saúde para todos e todas é um direito. Assim, a periferia permanece na luta para garantir o acesso a testagem e reduzir os casos de subnotificação, uma vez que isso afeta diretamente o distanciamento social. Por vezes, as pessoas não usam máscara e não sabem que estão transmitindo o vírus. Além da crise sanitária, existe também a crise econômica e social. Nesse sentido, outro fator que tem atingido a comunidade é a fome, desafiando a sobrevivência de muitas famílias, que nesse cenário não têm outra alternativa a não ser sair de casa em busca do sustento”, ressaltou o presidente do Instituto, Alexsandro Pereira.

No Polo Coroadinho, segundo dados da SES, há 470 casos ativos, sendo destes, 267 no Coroadinho, 99 no Dom Sebastião/Parque dos Nobres/ Parque Timbira; 80 no Bom Jesus; 13 na Salina Sacavem e 11 na Vila dos Frades.

A ação de testagem gratuita continuará nos próximos sábados em outras comunidades do Pólo Coroadinho, aplicando ao todo, 500 testes rápidos.

Veja mais registros da ação de testagem:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *