Licitação de restaurante popular é adiada após ser revelada a retirada de café da manhã prometido pelo governador

Gildean Farias

Após a revelação feita pelo portal Verdade 98, de que o governo Brandão retirou o café da manhã dos Restaurantes Populares antes mesmo das refeições serem servidas nos equipamentos, a gestão estadual adiou a licitação em forma de pregão, que contrataria a empresa para fornecer os itens de alimentação aos restaurantes.

De acordo com o aviso de adiamento divulgado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), o pregão presencial nº 017/2022, que seria realizado nesta sexta-feira (26), foi “adiado até ulterior liberação”.

Promessa não cumprida
No último dia 10 de agosto, o governador-tampão, Carlos Brandão (PSB), anunciou – como uma grande realização da sua gestão – que, além de almoço e jantar, os restaurantes populares passariam a oferecer café da manhã e introduziriam novidades ao cardápio – feijoada e mocotó.

Os sábados até passaram a contar com a feijoada no cardápio, porém, o café da manhã não se tornou realidade. A refeição inclusive, foi suprimida do edital referente ao pregão eletrônico nº 017/2022, em uma versão atualizada publicada no Diário Oficial do Estado.

Na primeira versão do edital, as páginas 40 e 41 traziam o cardápio semanal do café da manhã, que seria composto por café com leite (mais leite do que café, como mostrava o documento), pão francês ou do tipo “massa fina” com carne moída, frango ou ovo, a depender do dia da semana, cuscuz com ovos e beiju (tapioca) com queijo. Ainda haveria um dia em que seria servido caldo de ovos com carne e cheiro verde, acompanhado de pão francês. Confira:

Porém, em uma versão atualizada, publicada posteriormente, a listagem de ítens para o café da manhã, foi simplesmente retirada do documento, passando a tratar dos itens relacionados a almoço e jantar. Veja abaixo:

Com a palavra, o próprio Carlos Brandão:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.