Na véspera da Black Friday, trabalhadores dos Correios entram em greve no Maranhão

O sindicato dos Correios do Maranhão representados pela federação Findect, anunciaram nesta quarta-feira (22) decisão de paralisação por tempo indeterminado, a partir de 23 de novembro, véspera da Black Friday. Além do Maranhão, também anunciaram paralisação, os sindicatos da classe nas cidades de São Paulo e Bauru (SP) e dos estados do Rio de Janeiro e Tocantins.

A greve foi decidida em resposta ao que a federação chamou de recusa dos Correios em resolver questões relacionadas à assinatura de acordo coletivo.

A Findect afirmou que a paralisação envolve “40% do efetivo nacional da empresa e 60% do fluxo postal do país”. Atualmente há 36 sindicatos de trabalhadores dos Correios no Brasil.

“Um ponto crucial é a não incorporação de 250 reais ao salário base, uma afronta direta aos trabalhadores que contradiz o que foi negociado na mesa de negociação coletiva”, afirmou a entidade em comunicado à imprensa.

“A proposta de pagamento desse montante em ‘passos’ não apresenta benefícios concretos e coloca em risco a estabilidade financeira da categoria”, acrescentou a Findect citando ainda a não realização de concurso público pelos Correios.

Procurada, a empresa estatal não comentou o assunto de imediato.

A entidade também afirma que a iminente tributação sobre uma bonificação combinada em janeiro entre empresa e sindicatos, de 1.500 reais, “representa um sério risco de redução substancial desses valores, agravando os prejuízos para os trabalhadores”.

Com informações do Portal InfoMoney 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.