“Não haverá ‘liberou geral’ no Maranhão”. Flávio Dino diz que comércio continua fechado e aulas suspensas

O governador Flávio Dino informou, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (30), que as medidas de prevenção ao coronavírus (Covid-19), tomadas a partir de decretos estaduais, continuam mantidas por tempo indeterminado e que “não haverá liberou geral no Maranhão”, mas ações tomadas a partir da opinião de profissionais de saúde para a diminuição da propagação do vírus no estado.

Sobre o fechamento do do comércio em todo o estado, Flávio Dino disse que a avaliação da possibilidade de flexibilizar o retorno das atividades, está sendo realizada de semana a semana. “Para esta semana, as regras restritivas estão mantidas, ou seja comércio não essencial fechado”, ressaltou.

Perguntado sobre a possibilidade do uso policial para impedir a reabertuda dos estabecimentos comerciais, o governador disse que a priori, o Governo trabalha com a conscientização dos proprietários, mas não descarta acionar as forças de segurança, se houver extrema necessidade.

“Continuamos acreditando na consciência socila das pessoas. A prevenção da saúde pública não deveria ser caso de polícia, mas se for muito necessário, podemos sim, recorrer às forças de segurança”, destacou.

Flávio Dino disse ainda que o Governo está recebendo pleitos individuais de entidades comerciais sobre a flexibilização do funcionamento do comércio, e que cada caso está sendo avaliado pela Secretaria de Estado da Saúde, levando sempre em consideração a situação dos casos de coronavírus no estado e a opinião dos profissionais de saúde.

“Entre os pleitos que estamos recebendo, há alguns com a sugestão do retorno gradual, com menos funcionários, com horário reduzido. Mas estamos avaliando cada pleito, ouvindo a opinião dos profissionais de saúde. Isso não é uma medida política, mas preventiva da saúde pública”, finalizou o governador.

Aulas

Sobre as aulas nas escolas da rede estadual de ensino, o governador disse que continuam suspensas, e que não há cenário para retorno em curto prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *