Internautas consideram afirmação de Brandão sobre população quilombola como “fala desprezível”

Gildean Farias
A entrevista do atual governador Carlos Brandão (PSB) ao Portal Imirante, nesta segunda-feira (15), foi marcada por declarações que pegaram mal e foram taxadas de “desprezíveis” por alguns usuários nas redes sociais.

Em resposta a pergunta dos entrevistadores sobre comunidades quilombolas, Brandão afirmou que os povos tradicionais são “gente igual a gente” e que “a gente tem que conviver com eles”. Nas redes sociais, as falas do neo-socialista foram consideradas preconceituosas e no mínino, desprezíveis.

“O MA vive constantes conflitos de terra com muitos casos de violência atingindo principalmente a população quilombola do nosso estado. Essa fala desprezível do sr. governador só faz piorar essa situação”, postou uma usuária no Twitter.

População quilombola no Maranhão
O Maranhão possui mais de 800 localidades quilombolas, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre os estados brasileiros, o Maranhão fica atrás apenas de Bahia, com 1.046 territórios quilombolas e Minas Gerais, com 1.021. De acordo também com os dados do IBGE 2010, 76,2% dos maranhenses são negros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.