Petista compara Brandão a Bolsonaro e crava: “nada mais bolsonarista que o livre expressar dos preconceitos”

Continua repercutindo negativamente a fala preconceituosa do governador e candidato a reeleição, Carlos Brandão (PSB), sobre os quilombolas do Maranhão durante sabatina da qual o tucanosocialista participou ontem – reveja.

Ao ser questionado sobre quais políticas públicas pretende implementar para os descendentes de negros escravizados, a escolha pessoal do ex-governador Flávio Dino (PSB) afirmou (veja o vídeo no fim do texto): “A gente tem que conviver com eles, preservando sua cultura, mas também tentando incluí-los no mercado de trabalho, por que eles são seres humanos igual a gente”.

Brandão foi fortemente repudiado pelo diretório municipal do PT de São Luís e pelo Movimento Negro do PDT, partido que tem como candidato ao Governo o senador licenciado Weverton Rocha.

Outro petista também se pronunciou sobre o assunto. Trata-se do sociólogo e candidato a deputado estadual, Paulo Romão.

Nas redes sociais, Romão manifestou-se publicando a fala de Brandão e uma declaração também preconceituosa do presidente Jair Bolsonaro (PL), dada em 2020, sobre os povos indígenas. E cravou: “Eles se dizem diferentes, mas pensam tão iguais. Nada mais bolsonarista que o livre expressar dos preconceitos”.

Até o momento, o tucanosocialista não veio a público se retratar.

Do Blog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.