Pesquisa MBO: Blog tenta desqualificar levantamento, mas esquece de fazer o básico do Jornalismo: apurar as informações

Tão logo a pesquisa do Instituto MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa, foi divulgada com exclusividade pelo Blog Gildean Farias (VEJA AQUI), um blog alinhado politicamente com o pré-candidato a prefeito Júnior Esperança (Republicanos), que teve 1,09% das intenções de votos, apressou-se em desqualificar o levantamento, alegando que ele foi fraudado, dizendo entre outras coisas, que não foi especificado a metodologia da pesquisa, além de acusar o Instituto de estar irregular com a Receita Federal e usar o nome de outra empresa.

O que faltou ao blog, porém, foi o básico e primordial de uma apuração jornalística: apuração. Sobre a questão metodológica e de registro, bastava um acesso no site do órgão maior sobre legislação eleitoral no Brasil, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e o blog teria acesso aos dados da pesquisa, que está devidamente registrada sob o número MA-09582/2020, bem como a metodologia utilizada, o plano amostral, o questionário aplicado na pesquisa. Veja abaixo:

E ao contrário do que o blog diz, a pesquisa está registrada no site do TSE com o nome do próprio Instituto MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa, com o CNPJ: 00.905.916/0001-90 – M R BORGES SERVICOS / MBO PUBLICIDADE, MARKETING E PESQUISA, e os gráficos divulgados pela empresa não tem logotipo de empresa de Santa Catarina, mas o logotipo da própria MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa (basta ver no gráfico abaixo):

Sobre a acusação do blog de que a MBO estaria inapta para exercer atividade, através de uma pesquisa de verdade no site da Receita Federal, verificamos que a empresa está ativa com atualização do cadastro em fevereiro de 2020 e com autorização para realização de serviços de organização de feiras, congressos, exposições como atividade econômica principal e mais 20 atividades econômicas secundárias, entre elas, pesquisa de mercado e opinião pública. Veja abaixo:


Além disso, no registro da pesquisa no site do TSE, o Instituto destaca que está também devidamente registrado no Conselho Regional de Estatística da 5ª Região (CONRE5), sobe o número 10741. O CONRE5 é o responsável por registros de empresas que atuam na área da estatística nos estados da Bahia, Piauí, Maranhão, Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Outra observação do blog é que a pesquisa teria excluído o nome de outros pré- candidatos e cita o pastor Welberth Couto. Porém, este já anunciou publicamente que não é mais pré-candidato a prefeito e, sim pré-candidato a vice-prefeito na chapa do pré-candidato Zequinha do Protetor.

Jurídico vai tomar de conta

Em contato com o Blog Gildean Farias, o representante do Instituto MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa, informou que o setor jurídico da empresa vai tomar as medidas cabíveis contra as acusações publicadas pelo Blog Ilder Costa. “Vamos tomar as providências. Nosso jurídico vai tomar de conta”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *